close
Share with your friends

A rápida propagação do coronavírus (COVID-19) representa uma alarmante crise de saúde para o Mundo. Para além do impacto humano, sente-se também um impacto comercial significativo a nível global. Porque os vírus não têm fronteiras, os impactos continuarão a ser disseminados. Com efeito, 94% das empresas incluídas na Fortune 1000  já sentem a disrupção causada pelo COVID-19.

A ameaça do coronavírus irá possivelmente desaparecer, tal como as do vírus Ébola, Zika e Síndrome Respiratória Aguda (SRA) nos últimos anos. Mesmo que tal aconteça, o próximo surto devastador, ainda sem nome, não é tanto uma questão de "se" mas de "quando".

Para o ajudar a compreender a exposição das organizações face ao COVID-19 e, mais importante, o posicionamento dos negócios de forma resiliente face a esta ameaça global e futuras ameaças, aprofunde as reflexões dos business leaders da KPMG:

Further insights

Por Stuart Fuller, Global Head de Legal Services

The short-term impact of COVID-19 on the legal sector.

Leia mais >

 

Por Constance L Hunter, Chief Economist, KPMG nos Estados Unidos da América

Mapping & analyzing the possible impact of COVID-19.

Leia mais >

Por Richard Threlfall, Global Head de Infrastructure

Maintaining stable and resilient infrastructure services in the face of COVID-19.

Leia mais >

Por Hilary Thomas, Chief Medical Advisor, KPMG no Reino Unido

Maintaining resilient healthcare systems in the face of COVID-19.

Leia mais >

Por Sophie Heading, Global Geopolitics Lead, Global Clients e Markets

Managing disruption in different scenarios.
 

Leia mais >