Os investimentos globais em capital de risco em 2021 alcançaram um novo recorde, após um quarto trimestre finalizado com ritmo acelerado. Esse é um dos destaques do estudo Venture Pulse Q4 2021, um relatório trimestral publicado pela KPMG sobre as tendências de venture capital nas principais regiões do mundo.

As transações em venture capital permaneceram robustas nos meses de outubro a dezembro do ano passado, completando um período anual que conquistou marcas históricas.

Volume de transações revela crescimento considerável em todos os setores

O ano passado registrou o recorde de US$ 671 bilhões em investimentos globais de capital de risco, em 38.644 negócios – em comparação, 2020 alcançou US$ 347 bilhões em 31.623 negócios, o que revela uma grande ampliação nos financiamentos de venture capital. Apenas no quarto trimestre de 2021, foram investidos US$ 171 bilhões em 8.710 negócios.

O enorme dry powder (volume de capital disponível para investimentos), combinado com o envolvimento de investidores não tradicionais e a evolução contínua dos mercados de venture capital em regiões de ecossistemas menos maduros, como América do Sul e África, impulsionou o crescimento de empresas de todos os setores a novos patamares.

América Latina

O mercado de capital de risco na América Latina tem evoluído rapidamente, com um número crescente de startups envolvidas em rodadas de financiamento cada vez maiores. O amadurecimento das empresas é perceptível pelo número daquelas que atingem o status de unicórnio (com valor de mercado superior a US$ 1 bilhão).

Outro dado relevante sobre a região é a velocidade com que algumas empresas estão crescendo. Durante o quarto trimestre de 2021, a América Latina foi responsável por quatro novas startups consideradas unicórnios.

Brasil

O Brasil terminou o ano passado com um total de 22 empresas que captaram ao menos US$ 100 milhões ou mais em investimentos. As transações envolveram diversos setores, sinalizando crescentes inovações em vários segmentos da economia brasileira. O país atraiu em 2021 mais de US$ 8,2 bilhões em venture capital, dos quais US$ 2,7 bilhões somente no quarto trimestre.

Tendências para 2022

Algumas das principais tendências destacadas no estudo para os investimentos em venture capital são:

  • A priorização do planejamento das operações de IPO (Initial Public Offering – em português, Oferta Pública Inicial) no lugar da urgência.
  • A atenção maior em talentos e em soluções focadas em RH.
  • O foco aprimorado em modelos híbridos de trabalho.
  • O fortalecimento de indústrias como fintechs e serviços de delivery.

Para os investimentos em venture capital, 2021 foi um ano inovador, caracterizado por transações cada vez maiores. Em 2022, espera-se um intenso volume de operações de fusões e aquisições e de venture capital.

Saiba mais

Entre em contato conosco

conecte-se conosco

Meu perfil

Conteúdo exclusivo e personalizado para você

Sign up today