close
Share with your friends

Construir ligações valiosas

Construir ligações valiosas

A gestão de capital no sector global de telecomunicações

A gestão de capital no sector global de telecomunicações

Gestão de Capital no Sector Global de Telecomunicações

As empresas de telecomunicações esperam gastar US$2 biliões em projectos de capital entre 2014 e 20191, à medida que enfrentam os desafios das mudanças tecnológicas, uma exigência contínua de dados e uma competição intensa por parte dos intervenientes actuais e de novos intervenientes.

Isto irá impulsionar investimentos consideráveis nas tecnologias da próxima geração, em novos mercados, em produtos e serviços inovadores, em alianças estratégicas e em novos modelos de negócios. A gestão de capital neste ambiente exige a combinação correcta de investimentos, de modo a maximizar o valor dos accionistas a longo prazo, assegurando que as despesas são alinhadas com a estratégia e exigência do mercado.

Neste estudo, a KPMG:

  • Explora a forma como os negócios de telecomunicações gerem os seus recursos de capital
  • Fornece insights das práticas-líder e das tendências emergentes
  • Compara práticas com outras indústrias com elevada intensidade de capital (indústria mineira, serviços públicos e construção)
  • Identifica oportunidades de desenvolvimento de práticas dentro da organização.

Estudo das práticas principais e das tendências emergentes de 2015 da KPMG

A KPMG entrevistou algumas das principais empresas mundiais de telecomunicações da Europa, Médio-Oriente e África, Ásia-Pacífico e Américas para determinar a eficácia com que os investimentos de capital são geridos. As conclusões deste estudo são avaliadas tendo em conta as percepções actuais das práticas principais em termos de gestão de capital, e são alimentadas pelas visões informadas dos especialistas do sector da KPMG e por especialistas académicos.

Embora tenhamos descoberto que a governação e o planeamento de capital eram, de um modo geral, fortes e liderados por um CFO, e que o capital era normalmente direccionado para investimentos estrategicamente importantes, existem diversas áreas a necessitar de melhorias:

  • Apenas uma minoria alinha a gestão de capital com os incentivos executivos
  • A maior parte demora mais de três meses a concluir um plano de capital
  • Muitos têm falta de agilidade de investimento e não possuem fundos de contingência
  • Menos de metade dos negócios incluem dificuldades não-financeiras
  • O rigor a avaliar projectos não-estratégicos ou com fraco desempenho era insuficiente, o que leva ao consumo do pouco capital existente
  • Poucos executam revisões completamente independentes e pós-implementação.

Framework da Gestão de Capital

O nosso estudo avalia as práticas principais e as tendências emergentes de todas as seis principais áreas de gestão de capital:

  • Governação
  • Planeamento de Capital
  • Avaliação de investimento e priorização
  • Alocação de Capital
  • Desempenho do Investimento
  • Reciclagem de Capital

Nota de rodapé:

Communications Service Provider Revenue & Capex Forecast: 2014‒19, Ovum, 2014.

© 2020 KPMG International Cooperative (“KPMG International”), a Swiss entity. Member firms of the KPMG network of independent firms are affiliated with KPMG International. KPMG International provides no client services. No member firm has any authority to obligate or bind KPMG International or any other member firm vis-à-vis third parties, nor does KPMG International have any such authority to obligate or bind any member firm. All rights reserved.

Member firms of the KPMG network of independent firms are affiliated with KPMG International. KPMG International provides no client services. No member firm has any authority to obligate or bind KPMG International or any other member firm vis-à-vis third parties, nor does KPMG International have any such authority to obligate or bind any member firm.

Ligue-se connosco