A crise causada pela pandemia de covid-19 fez com que muitas organizações precisassem repensar sua eficiência geral de custos, impactando gastos com itens essenciais, como a cibersegurança. Diante deste cenário, o estudo “Segurança durante a crise”, produzido pela KPMG International, apontou cinco estratégias para a otimização de custos cibernéticos.

A publicação elencou os desafios mais enfrentados pelas empresas na atualidade e as oportunidades de melhoria para cada um deles:

Necessidade urgente de preservação de caixa:

Para lidar com este desafio, o estudo sugere a suspensão de gastos discricionários e das análises e testes de atividades consideradas de baixo risco.

Aumento dos gastos com segurança de terceiros:

Neste contexto, o relatório elencou como possíveis soluções a renegociação de contratos e o “redimensionamento" organizacional.

Ferramentas de segurança cibernética subutilizadas, e excesso de projetos:

Segundo a publicação, para otimizar custos, as empresas podem considerar a racionalização da ferramenta de segurança e priorização de projetos, baseado na avaliação de riscos versus retorno sobre o investimento.

Aumento das obrigações regulatórias e de conformidade:

Uma estrutura de controles unificada e o gerenciamento consolidado de conformidade foram apontados pelo estudo como soluções relevantes para este desafio.

Processos de segurança manuais, díspares e em silos:

Para o relatório, convergência, automação e capacitação de autoatendimento serão importantes ferramentas para a otimização de custos neste quesito.

De acordo com o relatório, alguns dos tópicos elencados podem ser considerados mais táticos, uma vez que seu foco é melhorar o desempenho para gerar eficiência contínua, enquanto outros seriam mais estruturais e estratégicos, de modo que, embora alguns investimentos sejam necessário, os resultados produzirão um retorno significativo sobre o investimento em segurança.

Acesse a publicação “Segurança durante a crise” na íntegra e saiba mais sobre a otimização de custos com cibersegurança.

Saiba mais