close
Share with your friends

A 5ª edição da “Pesquisa nacional sobre o impacto da covid-19 nos negócios”, produzida pela KPMG no Brasil, mostrou que 85% das empresas brasileiras estão mais otimistas com relação à retomada dos negócios depois do início da vacinação no País.

Ainda segundo o estudo, 47% dos pesquisados disseram que a disponibilização da vacina alterou o plano de negócios da sua empresa, mas os prazos e projetos não sofreram alterações. Já para outros 20% deles o início da vacinação mudou o plano de negócios, prazos e projetos.

O levantamento foi realizado com a participação de empresários de todo o País, que compartilharam suas percepções sobre os impactos sentidos nos negócios e suas expectativas após o controle da pandemia.

A análise, que coletou dados relativos a março de 2021, tem o intuito de medir a temperatura do atual momento e saber qual é a reação esperada para os próximos meses.

Foram consultados 55 empresários de todas as regiões do Brasil, pertencentes aos setores de agronegócio; consumo e varejo; energia e recursos naturais; governo; saúde e ciências da vida; mercados industriais; infraestrutura; tecnologia, mídia e telecomunicações; ONGs e serviços financeiros.

Novas mudanças no planejamento

Após um ano do início do lockdown no País, 34% dos pesquisados afirmaram que as suas empresas tiveram redução de receita e lucro durante a pandemia, enquanto 22% deles reportaram um aumentou de receita e lucro.

Por outro lado, 20% dos respondentes disseram que sua organização não sofreu impacto e conseguiu manter a receita. Já para 13% deles houve redução de vagas de emprego e de custos, enquanto 11% sofreram apenas diminuição de custos.

Os impactos positivos da vacina e os novos planejamentos

Para 71% das empresas pesquisadas o anúncio feito pelas autoridades de saúde sobre o surgimento de novas cepas do coronavírus em circulação no País não afetou o plano de retomada dos seus negócios. Outros 29% delas pretendem reavaliar o planejamento para retomada.

O estudo também mostrou que, com a vacinação em andamento, 75% dos respondentes acham que o setor em que sua empresa atua voltará a operar normalmente entre 6 meses a 1 ano. Já para 23% deles, esse período será de 2 a 5 anos. Outros 2% disseram que a indústria em que atuam não voltará mais à normalidade.

Acesse a Pesquisa nacional sobre o impacto da covid-19 nos negócios na íntegra e saiba mais.

Meu perfil

Conteúdo exclusivo e personalizado para você

Sign up today

conecte-se conosco