A KPMG no Brasil firmou apoio institucional ao Santuário Cristo Redentor, considerado patrimônio histórico da humanidade de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Na terça-feira, 8 de junho de 2021, às 18h, aconteceu a assinatura do contrato no Santuário Cristo Redentor, com a presença do reitor do Santuário, Padre Omar, do líder de governança, riscos e compliance da KPMG no Rio de Janeiro, Rafael Weksler, e do sócio-líder do escritório da KPMG no Rio de Janeiro, Luis Claudio de Araújo.

A cerimônia, que contou com a iluminação do Cristo na cor azul em homenagem à KPMG, seguiu as normas internacionais de segurança contra o coronavírus (covid-19) e as regras da Vigilância Sanitária e foi transmitida ao vivo pelos canais do YouTube do Cristo Redentor (youtube.com/cristoredentoroficial) e do Padre Omar (youtube.com/padreomar).

O contrato com a instituição prevê o aprimoramento do ambiente de governança corporativa, riscos e compliance, além de controles internos da organização responsável pela gestão do Cristo Redentor, como forma de estruturar um ambiente de negócios ainda mais maduro. O trabalho será desenvolvido ao longo de dois anos e deve gerar diversos resultados para o público em geral e as empresas envolvidas com o Santuário a partir do amadurecimento e fortalecimento da governança corporativa em seus quatro pilares principais: transparência, equidade, prestação de contas, e responsabilidade corporativa, bem alinhado com a nossa estratégia e iniciativas relaciondas a ESG.

Do ponto de vista tecnológico, a KPMG auxiliará o Santuário Cristo Redentor na implementação de uma ferramenta direcionada à gestão e prevenção de riscos relacionados a terceiros e um Canal de Denúncias com total anonimato e confidencialidade dos assuntos relatados. Ainda na etapa de avaliação, uma consultoria e adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) serão implementadas e monitoradas as seguintes entregas: programa de privacidade; treinamento de privacidade e consistência; melhoria contínua dos processos; e testes de controle e auditoria.

Para os patrocinadores do Cristo Redentor, haverá ainda mais transparência para a realização de investimentos. Com a estruturação de normas e procedimentos, avaliação de riscos, matrizes de risco e compliance, os mecanismos de gestão e governança do Cristo Redentor saem fortalecidos e o fluxo de investimentos pode ser ampliado. À medida que as práticas de governança corporativa se aprimoram e a cultura de gestão de riscos se dissemina, as funções de controles internos e compliance se tornam parceiras estratégicas do negócio.

O turismo no Rio de Janeiro e, consequentemente, no Brasil, também será fortalecido e poderá contribuir para ampliar a rentabilidade. O usuário pessoa física que visitar o monumento poderá ter mais confiança na armazenagem correta dos seus dados, de forma alinhada com a LGPD. Ele também poderá ser ouvido, caso queira relatar algum problema, dentro da estrutura prevista no programa de integridade. Com o turismo fortalecido, os ganhos também se estendem à sociedade civil como um todo.

Confira algumas fotos do evento