close
Share with your friends

A crise de 2008 mostrou a fragilidade das instituições financeiras ao risco de mercado. Com o objetivo de obter um arcabouço mais robusto de ferramentas para mitigar esse risco, o Comitê de Basileia emitiu uma série de artigos de consulta chamados de "Fundamental Review of the Trading Book” (FRTB).

Desta forma, o tema “Gestão de Risco de Mercado” embarcou em uma longa jornada, e após 7 anos de debates, em 2019, este conjunto de regras finalmente foi concluído e formalizado no documento chamado “Minimum Requirements for Market Risk”. 

Um novo cenário para as instituições financeiras

O novo requerimento propôs mudanças significativas na forma com que bancos determinam o capital necessário para dar suporte às suas atividades de negociação. Todos os elementos da Gestão de Risco de Mercado dos bancos serão impactados, mas podemos destacar:

  • a revisão da fronteira entre “trading book” (negociação) e “banking book” (carteira bancária);
  • a substituição de modelos baseados na metodologia VaR (value-at-risk) para metodologia ES (expected shortfall), que capturaria melhor os riscos associados a eventos extremos (tail risk) e aumenta o capital requerido;
  • incorporação do risco de iliquidez;
  • revisão das abordagens padronizadas e de modelos internos;
  • considerações quanto aos fatores de risco não modeláveis.

A implantação deste novo framework irá requerer a revisão de sistemas, bases de dados, processos, controles, relatórios e estruturas organizacionais. Em particular, para bancos usando Modelos Internos, o custo de capital referente ao risco de mercado deixará de ser calculado de forma agregada (para todo portfólio da instituição) e deverá ser calculado para cada mesa de negociação.

Mas os desafios são novos e vão além, a estrutura da tesouraria deverá ser submetida para aprovação do regulador, o que implica em novo modelo de governança, processos para atribuição contínua do resultado e requerimentos mais granulares de acompanhamento de resultados e riscos para cada mesa e livro de negociação.

Acesse nosso folder na íntegra e saiba mais sobre as perspectivas para a implementação do Fundamental Review of the Trading Book no Brasil.

Meu perfil

Conteúdo exclusivo e personalizado para você

Sign up today

conecte-se conosco