close
Share with your friends

Princípios ESG ganham prioridade na agenda dos CFOs japoneses

Princípios ESG ganham prioridade na agenda dos CFOs

Como as consequências da covid-19 levaram as empresas japonesas a se preocuparem com o propósito e as crescentes demandas sociais

Conteúdo Relacionado

Princípios ESG ganham prioridade na agenda dos CFOs japoneses

O estudo Japan CFO Survey 2020, produzido pela KPMG no Japão, mostrou as mudanças que estão ocorrendo nas estratégias de negócios das empresas diante da atual crise sanitária desencadeada pela pandemia de covid-19.

Com a participação de 560 CFOs das principais empresas japonesas listadas na bolsa, das quais aproximadamente metade pertencia a organizações com faturamento anual inferior a ¥ 100 bilhões, a publicação recebeu insights de setores como Materiais e Máquinas, Bens de Consumo, Varejo, Transporte, Tecnologia e outras indústrias.

Os resultados da pesquisa, que busca dar uma resposta completa aos percalços que os CFOs japoneses enfrentam, também constituem um importante ponto de referência para as empresas sul-americanas que estão enfrentando desafios com características similares durante a pandemia. 

Impactos da pandemia e o interesse pelos princípios ESG

De acordo com a publicação, a diminuição da demanda por produtos e serviços, o colapso no funcionamento das cadeias de suprimentos e as mudanças no comportamento dos consumidores afetaram o desempenho e a lucratividade das empresas japonesas em todo o mundo, levando-as a se preocupar com seu propósito e com as crescentes demandas sociais.

Diante desse cenário, o estudo mostra a mudança de foco que os CFOs estão adotando para a determinação de um propósito corporativo com forte ligação ao aspecto social, e a convergência para alguns critérios cujas demandas vêm aumentando com a crise sanitária, especialmente aqueles relacionados às questões sociais, ambientais e de governança corporativa (ESG). 

A crescente importância da sigla ESG

O abandono de grandes fundos de investimento das iniciativas que geram um impacto negativo no meio ambiente tem sido um dos principais impulsionadores do investimento responsável, resultado do conjunto crescente de regulamentações relacionadas à sustentabilidade e das novas demandas de consumidores, que exigem ações cada vez mais concretas das empresas.

Agora, os negócios serão avaliados e recompensados por seus avanços nos princípios ESG, já que sua incorporação resulta em uma clara vantagem competitiva.

As práticas associadas aos princípios de ESG estão se tornando um pré-requisito essencial tanto para a retenção de profissionais e recrutamento de novos talentos quanto para o fortalecimento da marca e a captação de recursos (financiamento), criando um círculo virtuoso que afeta todos os envolvidos na relação econômica (empresas, funcionários, clientes e investidores). 

Confira o artigo do sócio-diretor líder da Prática Japonesa da KPMG na América do Sul, Koji Yoshida, na íntegra e saiba mais. 

© 2021 KPMG Auditores Independentes, uma sociedade simples brasileira e firma-membro da rede KPMG de firmas-membro independentes e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Todos os direitos reservados.

conecte-se conosco

Meu perfil

Conteúdo exclusivo e personalizado para você

Sign up today