No varejo, transformações sem precedentes já estavam acontecendo antes dos impactos provocados pela pandemia. No entanto, com a crise sanitária, essas mudanças foram aceleradas significativamente - em alguns casos, estima-se que os processos avançaram algo em torno de 5 a 10 anos.   

O estudo da KPMG International Future of Retail traz uma análise holística sobre essa transformação em curso, considerando diferentes aspectos, como tendências globais e emergentes, mudanças iminentes, possíveis riscos, comportamento do consumidor, dentre outros fatores.

O varejo hoje está enfrentando um cenário desafiador, com um número crescente de concorrentes, um consumidor cada dia mais exigente e atento à atuação das marcas, alterações frequentes do ambiente de negócios, volatilidade econômica global, além de outros desdobramentos que exigem estratégias mais acertadas.  

Um consumidor cada vez mais conectado

Embora as restrições impostas pela covid-19 tenham impactado algumas decisões de compra, o consumidor alterou o seu comportamento para, assim, poder continuar fazendo suas aquisições, tanto de itens essenciais como os chamados não essenciais.

Nesse cenário, os canais online (e-commerce) são os grandes protagonistas. A título de exemplo, uma pesquisa da KPMG aponta que:

  • 81% dos consumidores realizam uma pesquisa virtual antes de efetivar uma compra
  • 89% desses consumidores já iniciam suas buscas em canais virtuais
  • 75% das pessoas não consideram que a qualidade seja um fator determinante para preços altos

Além disso, o consumidor anseia que as empresas varejistas representem algo superior aos produtos que vendem, portanto, há uma clara preferência por marcas orientadas por um propósito e engajadas com causas além do comércio.

Cabe mencionar sobre a excelência na experiência de consumo, pois também é um fator decisivo no momento da compra.

8 capacidades essenciais para o sucesso no varejo

Dentre outros insights, a análise Future of Retail destaca oito capacidades estratégicas que podem apoiar as empresas de varejo a definir uma abordagem centrada no consumidor e na transformação digital em curso e, assim, se preparar para o futuro.

Confira as oito capacidades:

  1. Ecossistema integrado de parceiros e alianças
  2. Estratégias e ações baseadas em insights
  3. Produtos e serviços inovadores
  4. Foco na “experiência por design”
  5. Arquitetura tecnológica habilitada digitalmente
  6. Força de trabalho alinhada e capacitada
  7. Operações e cadeia de suprimentos responsivas
  8. Interações e comércio transparentes

Acesse a pesquisa e saiba como o varejo está conduzido seus negócios frente aos desafios da “nova realidade”, levando em conta as principais mudanças do cenário mundial, bem como as alterações no hábito de consumo.  

Meu perfil

Conteúdo exclusivo e personalizado para você

conecte-se conosco