Infraestrutura na América do Sul: desenvolvimento e perspectivas

Infraestrutura na América do Sul

A infraestrutura, uma das áreas responsáveis pelo avanço socioeconômico dos países sul-americanos, precisa de uma contribuição essencial: o setor público.

Conteúdo Relacionado

Infraestrutura na América do Sul

A infraestrutura, uma das áreas de maior impacto socioeconômico, enfrenta há anos desafios relativos a poucos investimentos. Para se ter uma ideia desse déficit, toda a América Latina investe hoje entre 2% e 3% do seu PIB nessa área, sendo que o indicado é de no mínimo 5%.

Com a crise provocada pela covid-19, essa situação foi ainda mais agravada na região. Para reverter esse cenário, a atuação e o protagonismo do setor público serão fundamentais, especialmente durante o período de pós-pandemia.

O artigo “O papel do setor público no desenvolvimento da infraestrutura na América do Sul”, elaborado pelo sócio Fernando Faria, traz uma análise das expectativas e do ponto de vista de executivos que estão à frente do setor público e que atuam com a área de infraestrutura. 

O ponto de vista do setor público

A pesquisa “Infraestrutura na América do Sul: perspectivas do setor público”, conduzida em 2020 pela KPMG na América do Sul, com 70 líderes sul-americanos, aponta que a região deveria avançar para uma agenda despolitizada em termos de projetos de infraestrutura.

Para os líderes, a ausência de verba para o financiamento de obras representa o maior obstáculo para a expansão do investimento público na região juntamente com a falta de um planejamento de longo prazo, a politização dos projetos e a falta de estabilidade nas políticas públicas.

Os executivos também destacam a necessidade de aprimorar a capacitação dos profissionais, aumentar a participação de PPPs, procurar maior transparência na seleção dos projetos e adotar novas tecnologias que permitam uma mensuração adequada das obras realizadas, sobretudo em relação aos aspectos ESG.

Sobre a iniciativa privada, os líderes ressaltam que é preciso estabelecer um marco de ação conjunta para evitar a desaprovação comunitária no fornecimento privado de bens públicos, a divergência entre os interesses de ambos os setores e a violação de contratos em fase de execução. Esses aspectos têm dificultado a relação público-privada.

Confira o artigo O papel do setor público no desenvolvimento da infraestrutura na América do Sul e saiba como essa área pode contribuir com a recuperação dos países no pós-pandemia. 

©2021 KPMG Auditores Independentes Ltda., uma sociedade simples brasileira, de responsabilidade limitada e firma-membro da organização global KPMG de firmasmembro independentes licenciadas da KPMG International Limited, uma empresa inglesa privada de responsabilidade limitada. Todos os direitos reservados.
O nome KPMG e o seu logotipo são marcas utilizadas sob licença pelas firmas-membro independentes da organização global KPMG.

conecte-se conosco

 

Quer fazer negócios com a KPMG?

 

loading image Pedido de proposta

Meu perfil

Conteúdo exclusivo e personalizado para você

Sign up today