close
Share with your friends

Momentos de crise exigem respostas rápidas por parte das organizações para garantir a preservação da liquidez. Este artigo apresenta ações que devem ser adotadas para enfrentar e obter sucesso em momentos de economia turbulenta.

Momentos turbulentos, como o que o mundo enfrenta atualmente, podem causar impactos na posição de liquidez das empresas. Tais reflexos, inclusive, variam de acordo com os setores em que estão inseridas. Preços de produtos como etanol, por exemplo, enfrentam queda significativa, uma vez que existe uma redução acentuada da demanda além da queda nos preços da gasolina que serve de referência. Por outro lado, atividades ligadas ao e-commerce tiveram forte crescimento neste mesmo período.

E esse cenário também é influenciado pela atuação dos bancos, que por um lado se mostram mais receptivos a alongamento de dívidas, mas por outro lado apresentam retração em relação à disponibilidade das linhas de crédito para dinheiro novo.

Para garantir a saúde financeira da organização, realizar a gestão da liquidez é imprescindível, não somente em momentos de crise acentuada. Trata-se de um trabalho que deve acontecer de modo contínuo.

Durante a crise, no entanto, é ainda mais essencial fazer o dimensionamento dos impactos na liquidez e, assim, projetar o cash burn (valor gasto mensalmente para sustentar a operação) com o intuito de verificar a disponibilidade futura de caixa. Essa avaliação garante o entendimento necessário para determinar a intensidade das ações que devem ser adotadas inicialmente para garantir a preservação do caixa.

 Saiba mais como ter acesso às opções de crédito mais adequadas ao seu negócio

Primeiro passo: monte um comitê

A etapa inicial desse trabalho de preservação do caixa é reunir os gestores de diferentes áreas, como financeira, comercial, industrial e outras, para criar um comitê de caixa. Nesse sentido, será preciso desenvolver uma ferramenta capaz de controlar e tornar visível todas as informações decisivas, como as entradas e as saídas de recursos, referentes aos próximos três meses. Além disso, esse controle permite que o comitê simule os impactos de ajustes no capital de giro e ações adicionais de captação de recursos e eventual esforço de postergação de pagamentos.

A equipe deve estar ciente de que é imprescindível revisar e atualizar diariamente tal projeção do fluxo de caixa, o que será fundamental para avaliar a evolução das estratégias adotadas. Tais análises permitem que os gestores definam o grau de intensidade e urgência das ações relacionadas à estabilização.

Cabe a esse time de profissionais criar cenários com diferentes níveis de preço e ajustá-los ao novo patamar de vendas, ou seja, testes de stress também se mostram bastante importantes.

Outra estratégia importante é revisar despesas e investimentos para identificar os que não são essenciais e, portanto, podem ser eliminados ou postergados.

Busque alternativas de liquidez

Uma organização pode recorrer a quatro frentes específicas para buscar liquidez imediata:

●     Bancos: é indicado utilizar todos os limites disponíveis e, quando necessário, contratar novas linhas. Outra alternativa recomendada é a postergação de vencimentos e de juros, que devem ser negociadas com as instituições.

●     Fornecedores: a empresa pode negociar o incremento de limite de crédito e a dilatação dos prazos. Além disso, pode recorrer a fornecedores alternativos.

●     Impostos: é interessante monitorar a agenda do governo no que diz respeito à postergação dos pagamentos e programas especiais de parcelamentos.

●     Folha: a companhia deve avaliar características como flexibilidade no contrato de trabalho, férias, redução da jornada e possibilidade de suspensão de contrato.

3 executivos em reunião conversando e olhando a tela de um notebook

Cash management como ferramenta de gestão

O modelo de negócios da organização deve ser ajustado de acordo com a ferramenta de gestão, no sentido de aumentar a eficiência da operação. Tal recurso é capaz de avaliar o impacto no caixa dessas ações adicionadas para conter a crise e garantir liquidez.

A projeção também possibilita que os integrantes do comitê revisem o volume de investimentos planejados, destacando aqueles que garantem aumento de produtividade.

Por fim, o gerenciamento da liquidez permite identificar a possibilidade de venda de créditos tributários e ativos não estratégicos.

 Saiba mais como ter acesso às opções de crédito mais adequadas ao seu negócio

Atenção à narrativa

O processo de gestão da liquidez ainda inclui a interação com diversos stakeholders. Para buscar apoio de todas as partes envolvidas, a companhia deve construir uma narrativa coerente, capaz de descrever com propriedade a visão estratégica da empresa.

Também é essencial explicar as ações adotadas para minimizar os efeitos da crise e proporcionar uma visão do médio e longo prazo da organização.

Elementos cruciais do planejamento da retomada

A velocidade da retomada depende de três fatores essenciais:

●      Liquidez: com recursos para sustentar o giro da atividade;

●      Pessoas: as equipes devem estar motivadas e capacitadas;

●      Supply chain: deve estar funcionando sem interrupção.

A organização deve atualizar o planejamento financeiro e o fluxo de caixa, integrando as projeções no curto, médio e longo prazos. Além disso, as equipes responsáveis precisam reavaliar a estrutura de capital necessária e reforçar a liquidez com o alongamento dos prazos médios do endividamento e fornecedores.

Com relação à captação de recursos, faz-se essencial a diversificação das fontes de funding - e é importante que os gestores financeiros considerem o acesso ao mercado de capitais.

Internamente, deve existir uma busca pela eficiência operacional a partir de medidas estratégicas, como melhorias de produtividade, redução de custos e gestão de riscos.

Ao realizar todos os passos indicados, investir nesses três fatores mencionados e agir com cautela, uma organização terá oportunidades para sair da crise com maior agilidade e market share mais relevante.

 

 Saiba mais como ter acesso às opções de crédito mais adequadas ao seu negócio