close
Share with your friends

Assembleias virtuais

Assembleias virtuais

Os desafios impostos pela pandemia

Conteúdo Relacionado

Assembleias virtuais

A Covid-19 trouxe ainda mais instabilidade ao ambiente de negócios. Acelerou tomadas de decisão, impulsionou mudanças até então postergadas e tem colocado à prova a habilidade das companhias de se adaptarem às novas tecnologias. Diante dessa mudança brusca de cenário, empresas e órgãos reguladores precisaram repensar o modelo das Assembleias Gerais Ordinárias (AGOs) e Assembleias Gerais Extraordinárias (AGEs), inicialmente programadas para acontecerem presencialmente entre os meses de abril e maio. O tema das assembleias virtuais já estava em discussão por alguns acionistas, na sua maioria minoritários, com o objetivo de facilitar e aumentar a sua participação. Dadas as restrições sociais impostas pelo coronavírus, essa demanda se acelerou rapidamente, tornando-se realidade em pouquíssimo tempo.

conecte-se conosco

 

Quer fazer negócios com a KPMG?

 

loading image Pedido de proposta