close
Share with your friends

O setor elétrico brasileiro é rentável?

Para entender as diversas variáveis da pergunta e apoiar investidores interessados no setor, a KPMG no Brasil, em parceria com o Instituto Acende Brasil, desenvolveu a segunda edição do estudo sobre a rentabilidade do setor elétrico, adotando como indicador o EVA (“Economic Value Added” ou “Valor Econômico Adicionado”).


Para a pesquisa, foram utilizados dados de 2011 a 2018 de 47 companhias abertas que atuam nos três elos físicos da cadeia de valor do setor (geração, transmissão e distribuição).

A mais recente edição conclui que, apesar do EVA negativo para o período, permanece a tendência de crescimento do capital investido, observada desde 2013.