close
Share with your friends
Fusões e Aquisições 2º Trimestre

Fusões e Aquisições 2º Trimestre

Fusões e Aquisições 2º Trimestre

A KPMG CORPORATE FINANCE realiza a Pesquisa de Fusões e Aquisições no Brasil desde 1994. Pioneira no gênero, a pesquisa tornou-se referência na economia brasileira, sendo utilizada por empresas públicas e privadas, instituições financeiras, universidades, órgãos governamentais, entre outros que se beneficiam desta publicação da KPMG para o desenvolvimento de seus estudos e negócios. A pesquisa também atravessou fronteiras, se convertendo em presença obrigatória na rede global da KPMG, presente em 154 países.

Nesta edição da pesquisa constatamos que o número de fusões e aquisições domésticas realizadas nos seis primeiros meses deste ano teve um aumento de mais de 45% em comparação com o mesmo período do ano passado.

No primeiro semestre, foram feitas 340 transações deste tipo, envolvendo apenas empresas brasileiras, contra 232 no ano passado. Já o número total de negócios fechados nesse período, em 2019, foi 543 contra 461 em 2018, um aumento de 17%.

De acordo com o levantamento, do total de fusões e aquisições registradas no primeiro semestre deste ano (543), foram registradas ainda transações do tipo CB1 (realizadas por empresa estrangeira adquirindo brasileira), que chegaram a 140; 31 CB2 (brasileira comprando de estrangeiro empresa no exterior); 8 CB3 (brasileira adquirindo, de estrangeiros, empresa no Brasil); 11 CB4 (estrangeira adquirindo, de estrangeiros, empresa no Brasil) e 13 CB5 (estrangeiro adquirindo, de brasileiros, empresa no exterior).

Os números mostram que houve um aumento considerável de transações do tipo doméstica, ou seja, realizada entre empresas brasileiras. As negociações fechadas por elas foram o principal fator de aquecimento do mercado no primeiro semestre.