close
Share with your friends

Educação no Brasil: transformando desafios em oportunidade

Educação: Transformando desafios em oportunidades

Organizado pela KPMG no Brasil, o evento “Educação no Brasil - transformando desafios em oportunidade”, realizado em agosto de 2019, em São Paulo (SP), trouxe uma visão abrangente a respeito dos principais problemas do setor educacional e os desafios para que o País consiga obter níveis satisfatórios de qualidade de ensino, principalmente aqueles relacionados ao nível básico.

Os obstáculos deste segmento não são novos. As medidas para reduzir os índices de analfabetismo, por exemplo, têm atravessado governos. E, embora a taxa tenha sido reduzida, segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, o País ainda tinha cerca de 11 milhões de pessoas que não sabiam ler e escrever. 

Não há dúvidas de que a educação é um dos fatores fundamentais para o desenvolvimento social e econômico de qualquer país. Por isso, debater amplamente o tema, discutir alternativas que podem reduzir o egresso escolar e encontrar soluções capazes de transformar o cenário da educação são essenciais.

É importante mencionar que a educação está diretamente ligada ao futuro das novas gerações de estudantes e profissionais, que terão de lidar com tecnologias digitais e disruptivas, impactando toda a sociedade. Mas, para isso, é necessário resolver problemas básicos, transformando-os, em futuras oportunidades.

 

Confira, a seguir, palestras de renomados especialistas com expertise na área educacional e, ainda, projetos de sucesso que utilizam a educação como princípio: 

Palestra: Sistema Educacional Brasileiro: uma análise crítica
Palestrante: Prof. Dr. Janguiê Diniz, fundador do Grupo Ser Educacional

 

Diniz ressalta a importância da educação como agente transformador e faz uma ampla análise acerca do sistema educacional brasileiro, destacando os principais problemas - como, por exemplo, o analfabetismo -, a serem solucionados para que o País consiga obter níveis mínimos de qualidade do ensino.

Palestra: Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas
Palestrante: Custódio Pereira, diretor-geral para o Brasil da Associação Santa Marcelina

Pereira destaca que, atualmente, há 3.624 escolas filantrópicas no Brasil e mais de um milhão de alunos matriculados em diferentes etapas do ensino. Estes são alguns dos números que representam este tradicional setor que, embora relevante, enfrenta dificuldades de captação de recursos. 

Palestrante: Marcos Boscolo, sócio-líder de Educação da KPMG no Brasil

Boscolo traz dados que retratam a educação no País, com destaque para o ensino fundamental público, que, entre 2006 e 2017, observou uma queda de 24% - cerca de 7 milhões de alunos. O especialista destaca cinco fatores essenciais para o setor enfrentar os desafios: planejamento estratégico, gestão, inovação e capacitação de pessoas e parcerias. 

Palestra: Perspectivas para o futuro da educação
Palestrante: Chaim Zaher, CEO do Grupo SEB

A importância da inovação no segmento educacional foi um dos temas abordados pelo CEO. O especialista faz ainda um paralelo entre desenvolvimento social e investimentos: a China, nos últimos 30 anos, retirou mais de 800 milhões de pessoas da pobreza por meio da educação.

Além disso, foi apresentado o vídeo de Thamila Zaher, diretora executiva do Grupo SEB, que apresentou sua visão sobre as principais tendências do ensino básico e modelos de gestão e governança adotados pelo Grupo.

Palestra: Private Equity e Venture Capital no Brasil
Palestrante: Marco André, sócio-líder de Deal Advisory e Private Equity da KPMG no Brasil

A indústria de Private Equity pode ser parte do processo de investimentos na educação, uma vez que realiza aportes de longo prazo e profissionaliza as empresas. André explica o cenário internacional de Private Equity e destaca que a área de educação tem sido atrativa para os fundos. 

conecte-se conosco

Conteúdo Relacionado